Você já deve ter ouvido falar que as fibras são ótimas para regular o intestino, certo? A gente até já comentou por aqui que essa substância, presente em vários alimentos, traz inúmeros benefícios além desse. E vamos apresentar mais alguns, para convencer você de vez a incluir as fibras na dieta diária.

Glicose controlada, saúde em dia

As fibras solúveis, além de trazerem uma sensação de saciedade por mais tempo, fazem com que o trabalho de absorção de carboidrato no organismo demore um pouco mais.

Isso resulta em uma diminuição muito grande nos picos de glicose e de insulina. O lado bom disso é que pode impedir o surgimento de diabetes no futuro.

Pressão também controlada

Menos sal e mais fibras. Esse é o cálculo que você deve ter em mente na hora de cuidar da sua pressão. O sal é o principal vilão, e o seu consumo em exagero pode trazer um quadro grave de hipertensão.

As fibras são as super-heroínas nessa história e sua ingestão diária ajuda no controle da pressão, evitando possíveis infartos e derrames.

A insulina mais uma vez tem participação nisso. Como ela trabalha melhor junto às fibras, há o estímulo da produção de óxido nítrico. Isso faz com que os vasos fiquem mais relaxados e a pressão fica calminha, calminha.

Sistema imunológico mais forte

Quando as fibras começam a fermentar no intestino, há a produção de ácidos graxos de cadeia curta, conhecido como AGCC. Eles contribuem para a nutrição das células da mucosa intestinal, e isso inibe a entrada de bactérias que podem fazer mal à saúde.

Respire melhor

Mais uma qualidade das fibras: elas têm propriedade anti-inflamatórias. A consequência disso é uma proteção maior das vias respiratórias, o que ajuda a diminuir quadros de asma e bronquite, por exemplo.

Pele mais bonita

As fibras também contribuem para uma pele mais saudável. Isso porque elas auxiliam na liberação de toxinas para fora do corpo, que, se não fossem as fibras, poderiam ser liberadas através da pele. Isso impede então o aparecimento de acne e outras erupções cutâneas.

Pronto(a) para inserir as fibras na dieta?

Escreva um comentário