Cada vez mais as pessoas estão repensando a sua forma de alimentação.

Seja por questões de saúde ou por questões ideológicas, o veganismo está crescendo a cada dia. Se você é uma dessas pessoas que está querendo fazer parte desse movimento, este post vai ajudar a esclarecer algumas dúvidas.

Entendendo um pouco mais sobre o veganismo

O veganismo seria uma filosofia de vida, onde não existe o consumo de nada vindo de origem animal. Isso inclui, além da alimentação, vestuário e produtos de beleza.

Esse movimento surgiu na Inglaterra, em 1944, com o boicote de qualquer produto ou empresa que utilize animais. Desde testes para o desenvolvimento de um creme cosmético até a exploração de animais em zoológicos e rodeios.

A preocupação com o meio ambiente também é um fator que eles defendem, alegando que a indústria pecuária utilizaria muita água e desmataria muitas florestas.

Muitos começam a seguir o veganismo pela alimentação. Quem opta por essa dieta passa a consumir um cardápio com frutas, grãos, sementes, cereais, legumes e verduras. Porque no veganismo você não só deixa de comer carne, como também outros derivados de origem animal, como leite, ovos e queijo.

Como começar
1584361141_0317PostblogDietaVeganaBanner1.png

O primeiro passo é fazer uma avaliação médica para descobrir quais vitaminas seu corpo está precisando. Proteína, ferro e vitamina B12 são as principais que encontramos na carne e é preciso repô-las, de forma equilibrada, para garantir que sua saúde fique em dia.

Tendo ido ao nutricionista e estando tudo certinho, é hora de mudar os hábitos. Essa parte nunca é fácil e o radicalismo sempre leva à desistência. Por isso, faça aos poucos.
Por exemplo, durante um mês você deixa de comer carne vermelha. No próximo, deixe de comer carne vermelha e carne branca. Depois, no outro, inclua o peixe e derivados.

Outra boa ideia é deixar seu prato bem colorido. O estímulo visual vai acabar incentivando o seu cérebro a se acostumar com as novas refeições.
Para suprir as necessidades diárias de proteínas, existem várias opções para você caprichar no prato.
Um dos queridinhos é o grão de bico. Em 100 gramas, você encontra 21,2g de proteína. Em 100 gramas de peito de frango, você encontra 32g.

Erros que muita gente comete
1584361147_0317PostblogDietaVeganaBanner2.png

1 – Pensar que todos os alimentos considerados veganos são saudáveis: um hambúrguer de soja empanado e frito pode trazer inúmeros ingredientes artificiais para o seu processamento. Avalie sempre a tabela nutricional.

2 – Dispensar a gordura: a gordura saudável é importante para absorver os nutrientes. Inclua abacate, azeite e tofu no seu cardápio.

3 – Esquecer do cálcio: não é porque você deixou de tomar leite de vaca que você deve deixar o cálcio para lá. Ele é muito importante para os nossos ossos. A couve, o brócolis, as amêndoas, o figo e a laranja são ricos em cálcio.

4 – Não beber água o suficiente: nem precisamos dizer a importância que é manter o corpo sempre hidratado, né? Ainda mais em uma dieta vegana, rica em fibras, água se torna um item indispensável, ajudando seu percurso no sistema digestivo.

5 – Comer muito carboidrato: é muito fácil substituir a vontade de comer carne por macarrão, pão e biscoito. Mas esses produtos, além de ser mais pobres em nutrientes, por serem industrializados, podem aumentar as chances de adquirir diabetes, devido ao alto índice de açúcar.

Existe produtos veganos em Valda?

Sim! Se você vai começar a sua dieta, a maioria dos produtos Valda são veganos:

  • Valda Classic
  • Valda Diet
  • Valda Mais
  • Valda Fibras Diet
  • Valda Friends
  • Valda Gum
  • Valda X
  • Tablete Valda Classic
  • Tabletes Valda Dieta

Escreva um comentário