Como fazer para parar de soltar tanto pum?

Você está na sua, olhando suas redes sociais no smartphone, dentro de um elevador ou em uma roda de amigos, quando de repente a flatulência aparece sem avisar e causa um estardalhaço, com um barulho ou um cheiro bem desagradável.

A gente fica sempre muito sem graça. Mas vamos entender por que o pum acontece e como diminuí-lo.

Mas antes: o que é a flatulência?

Esse gás inconveniente é o resultado de uma fermentação produzida por bactérias que vivem em nosso intestino, por conta de um alimento não muito bem digerido. Com isso, se forma uma potência de nitrogênio, oxigênio, hidrogênio, metano e gás carbônico, sem cheiro. O aroma ruim que a gente sente pode surgir se dessa fermentação aparecer outro elemento, o enxofre.

E antes que você ache que é possível passar um longo período sem soltar um flato, saiba que o ser humano expele até 1,5 litro desse gás por dia. Ou seja, não dá muito para evitar porque é algo natural do nosso organismo. Mas dependendo dos nossos hábitos e do que a gente consome, dá para diminuir e eliminar o mau cheiro.

O que causa o pum?

Vários são os fatores para a frequência dele aumentar. Ingestão excessiva de açúcar, dietas muito restritivas, consumo de produtos fermentados, como pão e cerveja, e a mastigação feita de forma incorreta são alguns deles.

Acrescente também a essa lista o hábito de se alimentar e logo se deitar, porque o ar do seu estômago tem mais chance de ir direto para o intestino. O hábito de não beber água com frequência também pode entrar na lista, porque sua restrição acaba atrapalhando a digestão.

Como diminuir sua frequência

Existem algumas diquinhas boas para que os flatos não sejam constantes. Uma das mais importantes é mastigar bem os alimentos, para que a digestão seja a mais fácil possível. Beber líquidos durante a refeição também deve ser evitado.

Os exercícios físicos também são uma ótima opção, já que ajudam a estimular o funcionamento do intestino.

Procure incluir as fibras na sua dieta diária. As fibras solúveis, que estão presentes nas verduras, aveia, maçã, morango, ajudam na digestão de açúcares e gorduras e equilibram o trânsito intestinal de forma mais tranquila.

As fibras insolúveis, como os grãos integrais, a soja e o centeio, aceleram o tempo de trabalho do intestino e retêm água, fazendo com que a hora de ir ao banheiro seja mais rápida e sem muito esforço.

Nessa lista, inclua Valda Fibras. As balas são funcionais, ricas em fibras solúveis, trazendo aquela ajuda a mais no bom funcionamento do intestino.

Escreva um comentário