Para uma criança, ficar esse tempo todo em casa, pode se tornar um período de muito estresse. Ainda mais quando ela está acostumada a estar todo dia com seus amigos da escola e da rua, onde mora.
Para fazer com que esse período seja o mais tranquilo possível, é preciso pensar em atividades divertidas para os pequenos, dentro de casa.
A importância das atividades em casa, nesse momento
Existem dois tipos de atividades que, em conjunto, se tornam bastante benéficas para a garotada: a atividade física e a atividade lúdica.
A atividade física ajuda no desenvolvimento motor, estimula o crescimento, melhora o equilíbrio e a postura e fortalece ossos, músculos e articulações.
Já as atividades lúdicas, trabalham o cérebro das crianças, desenvolvendo suas expressões, memória, criatividade, o modo como elas vão realizar uma troca de informação e também a sua sociabilização.
Motivar os pequenos com brincadeiras e outras atividades em casa como cozinhar e ler, durante essa quarentena, vão ajudar a desenvolver também a segurança que eles precisam, porque é comum sentir medo e angústia.


Vamos então às atividades?


Brincadeiras


Aproveite o espaço da casa para se movimentar! Que tal incentivar o seu filho ou filha a participar, com você, de uma aula de ginástica? Como eles são pequenos, exercícios como a musculação, não são recomendados, mas uma série de cardio como polichinelo ou correr no mesmo lugar pode ser divertido para eles.
Outra dica é pegar bexigas e brincar que vocês estão jogando vôlei. Para ficar mais seguro, tente fazer isso com vocês sentados em um tapete, para evitar que a criança saia correndo sem ver o que está pela frente e correndo o risco de se machucar.
Lembra do jogo de amarelinha? Você pode pegar fitas adesivas e fazer uma versão para se jogar dentro de casa. Essa brincadeira é ótima para trabalhar a coordenação motora e também a concentração.


Mini chefs


Se você está criando mil coisas na cozinha, aproveite para convidar seu pequeno para ser seu assistente. Quando for a hora de assistir a um filme, chame para te ajudar a montar um sanduíche ou separar os petiscos.
Sabe as sementes das frutas da sua casa? Crie uma mini hortinha com elas! Se o hortifruti ou supermercado, perto da sua casa, vende sementes de legumes e mudinhas de verduras, inclua no pedido do delivery.


Hora de soltar a imaginação


Lembra das atividades lúdicas que a gente falou lá em cima? Temos algumas para não só divertir as crianças como os pais, tios e avós também.
Quer trabalhar a concentração e a paciência? Convide a criançada para criar um castelo de cartas. A vontade de não derrubar nada e terminar essa maravilha da construção vai ser maior.
Para desenvolver a criatividade temos as boas e velhas histórias. Mas aqui não é contar uma que já existe, e sim criar uma entre vocês. Comece com “Era uma vez…” e peça para a criança continuar uma parte. Aí depois outra pessoa vai complementar e outra e outra…
Use caixas de papelão e plásticos de embalagens para criar objetos. Pode ser um carrinho de garrafa pet com rodinhas de tampinhas ou uma nave espacial, feita com caixa de papelão.


Família unida


O importante, durante esse período, é criar laços ainda mais fortes com quem a gente ama. Se os filhos estão longe dos amigos, marque com os pais uma conversa em vídeo. Essa dica também vale para quem estiver longe dos parentes, especialmente dos avós.


Mostrar para a criança que é preciso se adaptar a uma nova realidade e que vai ficar tudo bem é essencial. E com brincadeiras e muito amor, elas vão conseguir entender. Isso vale para a gente também. 😉


Fontes: https://educador.brasilescola.uol.com.br/trabalho-docente/o-papel-das-atividades-ludicas-no-processo-desenvolvimento-.htm
https://blogeducacaofisica.com.br/atividade-fisica-na-infancia/

Escreva um comentário